Cartão clonado: veja como identificar e saiba o que fazer

Escrito por Redação
9 min de leitura

O cartão de crédito é um meio de pagamento muito conveniente e seguro, mas também pode ser alvo de fraudes e golpes. Uma das formas mais comuns de fraude é a clonagem do cartão, que consiste em copiar os dados do cartão original e usá-los para fazer compras indevidas em nome do titular.

Os criminosos estão cada vez mais experientes neste tipo de prática ilícita que já ocorre há muitos anos. São muitas as táticas de clonagem de cartão de crédito acaba ficando difícil se proteger de uma maneira eficiente contra esses golpes.

Mas como saber se o seu cartão de crédito foi clonado? Quais são os sinais de que alguém está usando o seu cartão sem a sua autorização? E o que fazer se isso acontecer? Fique tranquilo(a), vamos responder a essas perguntas e dar algumas dicas para evitar a clonagem do seu cartão.

Como ocorre a clonagem do cartão de crédito

Uma das dúvidas frequentes de quem tem um cartão de crédito e está suspeitando de que ele foi clonado é sobre como o processo de clonagem funciona.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Ela pode ocorrer de diversas formas, mas as mais comuns são:

Roubo ou perda do cartão

Se você perceber que perdeu ou teve o seu cartão de crédito roubado, cancele-o e abra um boletim de ocorrência o mais breve possível.

Caso seu cartão de crédito cair nas mãos de pessoas mal intencionadas, podem utiliza-lo para fazer compras indevidas em seu nome.

Skimming

Trata-se de uma técnica de clonagem de cartão que consiste em instalar um dispositivo eletrônico nos terminais de pagamento, como máquinas de cartão e caixas eletrônicos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Assim, capturam os dados do cartão quando ele é inserido ou passado. Esses dados são armazenados ou transmitidos para os criminosos, que podem criar um cartão falso com eles.

Skimming é uma das práticas de clonagem mais utilizadas por criminosos aqui no Brasil. Se você gosta de assistir o jornal na TV ou ler notícias, já deve ter ouvido falar sobre skimming.

Phishing

É uma técnica que consiste em enviar e-mails, mensagens ou ligações falsas para o titular do cartão, solicitando que ele informe os dados do cartão ou clique em um link malicioso. Esses dados são usados para fazer compras fraudulentas ou para acessar a conta online do cartão.

Hoje em dia, com a internet, muitos ladrões de dados aproveitam brechas na web para praticar esse tipo de golpe. Geralmente, eles se passam por instituições financeiras e solicitam seus dados para oferecer um falso benefício ou resolver um problema.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Vazamento de dados

É quando os dados do seu cartão são expostos por alguma falha de segurança de algum site, aplicativo ou empresa que você usou o seu cartão. Esses dados podem ser vendidos ou usados por criminosos para fazer compras indevidas.

Os sinais de que o seu cartão foi clonado

No início, as evidências de que seu cartão de crédito foi clonado podem ser bem sutis, mais você consegue observa-las se atentando a alguns sinais, como:

Cobranças indevidas na sua fatura

Se você perceber que há cobranças na sua fatura que você não reconhece ou não autorizou, pode ser um indício de que o seu cartão foi clonado. Por isso, é importante conferir a sua fatura periodicamente e verificar se há alguma irregularidade. Confira as datas, o número de parcelas e o valor da compra.

Recebimento de SMS ou e-mail de confirmação de compra

Caso receba uma mensagem de texto ou um e-mail confirmando uma compra que você não fez, pode ser um sinal de que alguém está usando o seu cartão sem o seu consentimento. Nesse exemplo, entre em contato com a sua operadora imediatamente e verifique a situação do seu cartão.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Bloqueio do cartão por suspeita de fraude

Se o seu cartão for bloqueado pela sua operadora por suspeita de fraude, pode ser um indicativo de que ele foi clonado. Geralmente, isso acontece quando há uma mudança brusca no seu padrão de consumo ou quando há compras em locais ou valores incomuns.

Nesse caso, a operadora entra em contato com você para confirmar se as compras foram feitas por você ou não. A frequencia desses bloqueios depende muito do sistema de segurança adotado pela sua operadora para lhe proteger contra golpes e fraudes.

Dificuldade para usar o cartão

Se você tentar usar o seu cartão e ele for recusado ou apresentar algum problema, também pode ser um sinal de que ele foi clonado. Dois dos principais motivos são o limite do cartão de crédito estourado por compras fraudulentas ou alguma inconsistência nos dados.

O que fazer se o seu cartão foi clonado

Se você suspeitar ou confirmar que o seu cartão foi clonado, siga os seguintes passos:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

1. Entre em contato com a sua operadora

O primeiro passo é entrar em contato com a sua operadora e informar sobre a situação. Peça para cancelar o seu cartão imediatamente e solicite um novo. Também peça para bloquear as compras indevidas e contestar as cobranças na sua fatura.

2. Registre um boletim de ocorrência

O segundo passo é registrar um boletim de ocorrência na delegacia mais próxima ou pela internet. Isso é importante para resguardar os seus direitos e evitar problemas futuros. Guarde uma cópia do boletim e dos documentos que comprovem a fraude.

3. Acompanhe a resolução do caso

O terceiro passo é acompanhar a resolução do caso junto à sua operadora e à polícia. Verifique se as cobranças indevidas foram estornadas e se o seu novo cartão chegou. Também fique atento ao andamento da investigação policial e colabore com as autoridades.

Como evitar a clonagem do seu cartão

Algumas medidas simples podem ajudar a evitar a clonagem do seu cartão, como:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
  • Proteja o seu cartão: guarde o seu cartão em um lugar seguro e não o perca de vista. Não empreste o seu cartão para ninguém e não informe os dados do seu cartão para estranhos. Também evite deixar o seu cartão exposto ou anotar a senha no próprio cartão.
  • Verifique os terminais de pagamento: antes de usar o seu cartão em algum terminal de pagamento, verifique se ele não está danificado ou alterado. Desconfie de máquinas que peçam para inserir ou passar o seu cartão mais de uma vez ou que demorem muito para processar a transação. Prefira usar terminais oficiais e seguros.
  • Cuidado com mensagens falsas: não abra e-mails, mensagens ou ligações suspeitas que peçam os dados do seu cartão ou que ofereçam promoções ou benefícios. Não clique em links desconhecidos ou baixe arquivos anexos. Lembre-se que as operadoras não solicitam os dados do seu cartão por esses meios.
  • Use sites confiáveis: quando for fazer compras online, use sites confiáveis e verifique se eles têm certificados de segurança. Não use redes wi-fi públicas ou compartilhadas para acessar a sua conta online do cartão. Também use senhas fortes e diferentes para cada site.
  • Monitore a sua fatura: confira a sua fatura regularmente e verifique se há alguma cobrança indevida ou irregular. Se houver, entre em contato com a sua operadora imediatamente e conteste as compras. Também cadastre-se para receber alertas por SMS ou e-mail sobre as transações realizadas com o seu cartão.
Compartilhe este artigo
Deixe um comentário