Coulrofobia: o que é?

Escrito por Emilly Silva
3 min de leitura
Coulrofobia

Quando digitamos a palavra “palhaço” em um mecanismo de busca, os resultados mostram uma idéia completamente diferente de riso e diversão, palavras associadas à nossa infância. “histérico”, “macabro”, “horrível”, “aterrador” e “assassino” são algumas das palavras da associação encontradas.

Recentemente, ouvimos falar de palhaços assustadores, uma brincadeira com pessoas usando máscaras de palhaços aterrorizantes que começou nos EUA e se espalhou para outros países, incluindo o Brasil. O que começou como uma simples brincadeira para assustar as pessoas parece estar se tornando algo mais perigoso e está causando preocupação às autoridades. Até mesmo com mensagens de medo na internet.

Este artigo tentará elaborar um pouco mais sobre este fenômeno psicológico e sobre o que você precisa fazer para tratá-lo. Confira.

Coulrofobia: medo de palhaços

O termo usado para classificar a fobia dos palhaços é coulrofobia, portanto, uma pessoa que tem esse tipo de fobia psicológica é chamada de coulrofobia. Esta fobia ocorre sempre que uma pessoa se sente agitada e desconfortável diante da visão ou até mesmo pensando em palhaços.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Comumente diagnosticada em crianças entre 2 e 7 anos, a coulrofobia também ocorre em adolescentes e adultos que podem ter experimentado uma situação embaraçosa com o caráter de criança.

Razões que causam medo de palhaços

Há várias razões que podem levar uma pessoa a desenvolver um medo de palhaços, mas vale a pena reforçar alguns dos fatores que podem desempenhar um papel importante na causa deste desconforto psicológico em diferentes tipos de pessoas.

Inconsciente

Em nossa cultura e senso comum, há a noção de que os palhaços são seres malignos. Este mito persiste desde 1820, quando o primeiro palhaço com tinta branca, perucas e olhos e boca de cores brilhantes apareceu no palco – Grimaldi, o Palhaço.

Apesar da intenção positiva da maquiagem de chamar a atenção para o caráter divertido, ela foi em grande parte responsável pelo desconforto que algumas pessoas sentiam quando viviam com Grimaldi.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Cultura popular

Nossa cultura popular se apropria da triste história de Grimaldi para tornar o uso da imagem do palhaço ainda mais assustador. Filmes, livros e teatro têm apresentado cada vez mais histórias nas quais palhaços fazem o papel de vilões (como no romance “It” de Stephen King e até mesmo “Joker” de Batman). 

O tratamento da coulrofobia é feito com o apoio de um psicólogo ou psiquiatra, como é recomendado para tratar outras fobias similares. Cada especialista determinará a melhor maneira de abordar o problema dependendo da fobia do paciente e de sua tolerância ao tratamento. 

O resultado esperado após o tratamento é que o paciente seja capaz de compreender e visualizar o palhaço como um personagem indefeso e não o associe a situações assustadoras.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário