Acertar 40 questões no ENEM é bom ou ruim? Descubra!

Escrito por Redação
6 min de leitura

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é uma das provas mais importantes para os estudantes que desejam ingressar no ensino superior. Mas você sabe qual é a média de acertos necessária para conseguir uma boa nota? Será que acertar 40 questões no ENEM é bom ou ruim?

Essa é uma pergunta que muitos estudantes se fazem quando estão se preparando para o exame nacional do ensino médio, o ENEM. A resposta depende de vários fatores, como o nível de dificuldade das questões, o peso de cada área do conhecimento, o curso e a instituição pretendidos, entre outros. Por isso, não existe uma resposta única e definitiva.

No entanto, podemos fazer algumas análises e comparações para ter uma ideia de como está o seu desempenho no ENEM. Primeiro você precisa entender como funciona a nota do exame para depois avaliar se acertar 40 questões no ENEM é bom ou ruim!

Como é calculada a nota do ENEM?

A nota do ENEM não é simplesmente a soma dos acertos nas questões objetivas. O cálculo da nota leva em conta a dificuldade das questões, o grau de acerto dos candidatos em cada questão e a consistência das respostas. Esse método é chamado de Teoria de Resposta ao Item (TRI).

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A TRI considera que cada questão tem um nível de dificuldade, que varia de fácil a difícil. Quanto mais difícil a questão, maior é o seu peso na nota final. Além disso, a TRI avalia se o candidato acertou as questões por conhecimento ou por chute.

Se o candidato acertou mais questões difíceis do que fáceis, isso indica que ele tem um bom domínio do conteúdo. Se ele acertou mais questões fáceis do que difíceis, isso indica que ele tem um baixo domínio do conteúdo ou que chutou as respostas.

A TRI também verifica se as respostas do candidato são coerentes com o seu nível de conhecimento. Se o candidato acertou uma questão muito difícil e errou uma questão muito fácil, isso pode indicar que ele teve sorte ou azar, ou que marcou a alternativa errada por engano. Essas inconsistências são penalizadas na nota final.

A nota do ENEM é expressa em uma escala que varia de 0 a 1000 pontos para cada prova objetiva e para a redação. A nota mínima e máxima de cada prova depende do desempenho dos candidatos naquele ano.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Acertar 40 questões no ENEM é bom?

Se acertar 40 questões no ENEM é bom ou ruim, depende se foi 40 questões em 1 prova (44% de acerto) ou se foi 40 questões somando o 1º e 2º dia do exame (22% de acerto), de quão difícil ou fácil elas eram, de quão coerente foram as suas respostas e de qual foi o desempenho dos outros candidatos.

Por isso, não adianta comparar o número de acertos com os seus amigos ou com as médias dos anos anteriores. O que importa é a sua nota final em cada prova, que só será divulgada pelo MEC alguns meses após a realização do exame.

Além disso, depende também do seu objetivo com o ENEM. Se você quer usar o ENEM para entrar em uma universidade pública pelo SISU ou em uma faculdade privada pelo Prouni, você precisa comparar a sua nota com as notas de corte dos cursos e instituições que você deseja.

Dica importante

Cada área de conhecimento tem um peso específico no curso que você escolher. Se o seu curso é de exatas e você tirou notas altas em exatas, sua média ponderada do ENEM tende a aumentar. No entanto, se as suas notas maiores forem as demais áreas de conhecimento, sua média ponderada pode diminuir.

As notas de corte são as menores notas necessárias para ficar entre os candidatos potencialmente selecionados para cada curso, em cada modalidade de concorrência. Elas variam de acordo com a oferta e a demanda de vagas, o grau de dificuldade do curso, a reputação da instituição e outros fatores.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

As notas de corte são atualizadas diariamente durante o período de inscrição no SISU e no Prouni, e podem mudar até o último dia. Por isso, é importante acompanhar as notas de corte dos cursos que você escolheu e alterar as suas opções se necessário.

Para ter uma ideia das notas de corte dos cursos que você deseja, você pode consultar os dados dos anos anteriores no site do SISU ou do Prouni, ou usar simuladores online que estimam as notas de corte com base nas notas dos candidatos inscritos. De modo geral, quanto mais concorrido for o curso e a instituição, maior será a nota de corte.

Portanto, acertar 40 questões no ENEM pode ser bom ou ruim dependendo da sua nota final em cada prova e das notas de corte dos cursos que você pretende concorrer. O ideal é que você se prepare bem para o exame e busque acertar o maior número possível de questões em todas as provas, dando atenção especial à redação, que tem um peso significativo na nota final.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário