Quem entregou o Nando em Sintonia 4ª temporada?

Escrito por Redação
3 min de leitura

Afinal de contas, quem entregou o Nando em Sintonia 4ª temporada? Será que agora vai ser revelado quem “caguetou” o personagem interpretado pelo ator Christian Malheiros? Quem mandou matar o Nando em Sintonia?

No 5º episódio da 4ª temporada de Sintonia, Badá convoca os comparsas para discutirem a respeito do fato de Nando está alegando que entregaram ele para a polícia.

Badá inicia falando que deseja que a esposa de Nando saia logo da cadeia “que a liberdade dela cante logo”, disse Badá.

Os membros questionam Nando sobre essas “fita” que ele vem falando, sobre “caguetarem ele”, o que é uma acusação muito grave e que pode causar discórdia entre o grupo.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Nando inicia o seu discurso lembrando da invasão que fizeram no seu café. Ele fala que no começo achou que foi a polícia, que teve que fugir e que até tentaram matar ele depois de tudo isso.

Além disso, Nando também falou que o padrinho nem sequer ligou para ele para saber como é que estava e disse que nessas horas são poucos que ficam do lado.

Em seguida, Nando levanta uma suspeita para cima de Badá e revela que no mesmo dia que invadiram o café dele, o fornecedor deixou ele na mão enquanto o mesmo fornecedor atendeu normalmente a loja de Badá. Isso deixou a loja de Nando travada enquanto a de Badá estava voando. Nando ainda fala que o pior de tudo é que estão querendo a cabeça dele e que corre risco de morte.

Nando fala que o policial que apareceu na represa morto foi ele que matou, foi um dos que sobreviveram no ataque que ocorreu no café. ND conta que antes de morrer, o policia disse que quem entregou Nando foi um da própria organização, e descreveu essa pessoa como alto e careca.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Nando acusa Badá de ter entregado ele, e Badá aponta a arma para a cabeça de Nando. Ao mesmo, todos do grupo apontaram a arma para a cabeça de Badá também. E assim se encerrou o 5º episódio.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário