no ,

O que são fundos de ações? Tudo que precisa saber para investir bem

Tudo o que você precisa saber sobre investir melhor em Fundos de Ações: o que são, como funcionam, rendimento, tipos, vantagens, taxas, custos, liquidez e muito mais.

fundos de ações
fundos de ações

Para quem deseja fazer o seu investimento e não quer ter dores de cabeça com isso, tendo facilidade em investir e além disso, tendo a oportunidade de obter um bom rendimento sem ter muito trabalho, investir nos fundos de ações pode ser bem mais vantajoso e prático do que investir na bolsa de valores.

Isso acontece pelo fato de que o investidor que opta por aplicar o seu dinheiro em fundos de ações só vai precisar ter o dinheiro para aplicar e pronto, todo o resto será administrado por um gestor profissional no assunto e você não precisa se preocupar com nada. 

Se você ainda não conhece a forma de funcionamento dos investimentos em fundos de ações, deseja saber como fazer para aplicar, conhecer suas vantagens e desvantagens e ainda conhecer diversas outras informações relacionadas, você deve continuar ligado no artigo para conferir e ficar por dentro de tudo, antes de fazer o seu investimento. Boa sorte e uma ótima leitura!

O que são fundos de ações?

O próprio nome do fundo já nos diz muita coisa, não é mesmo? Quando falamos em fundos de ações, estamos nos referindo a investimentos feitos em ações de empresas e em todo o mercado acionário. Nesse tipo de investimento, a aplicação mínima deverá ser de 67% de todo o seu patrimônio em ações, que serão negociados em mercados organizados.

Nesse tipo de investimento vários cotistas se reúnem e, dentro do grupo, está presente um gestor profissional, que é o responsável por fazer toda a administração e organização do investimento. Sendo assim, o investidor não terá que se preocupar em escolher as empresas nas quais deseja investir, pois essa é a função principal do gestor. Essa é uma das melhores opções de investimentos quando se trata de facilidade.

Como funcionam os fundos de ações?

Os fundos de ações se tratam de investimentos que são realizados de uma forma conjunta ou coletiva. Ou seja, vários investidores se reúnem, realizam a compra de ações (cada qual investe o valor que deseja) e assim, os lucros que são obtidos são divididos entre todos os investidores de determinado grupo de acordo com o valor que ele investiu. A seguir, saiba mais sobre o rendimento, custos, tributação e benchmark.

Rendimento

O desempenho das ações na bolsa de valores é quem determina o valor do rendimento do investidor. É importante estar sempre bem atento em relação ao valor das cotas, pois elas sofrem alterações absurdas de acordo com que os valores das ações vão obtendo mudança na bolsa de valores.

Custos

São cobradas taxas de administração, que são direcionadas especialmente para os gestores, além dos administradores. Porém, antes de começar a realizar o investimento, se você é novato, saiba que você tem que estar atento e optar pela opção de investimento que cabe no seu bolso e que além disso, você possa ter um lucro maior.

Sendo assim, quanto mais taxas e quanto mais altas elas forem, o seu rendimento será muito baixo. Por isso, deve-se optar por opções mais baratas e que possam te trazer uma boa rentabilidade. Então, analise cada custo cobrado.

Compare diversos pontos entre bancos, analisando bem quais são as condições de cada um deles e assim, escolha a opção que melhor se encaixa no seu bolso, que não possua tanto risco e que também seja capaz de lhe trazer a segurança necessária, já que estamos nos referindo à dinheiro.

Tributação

Os impostos que poderão ser cobrados a você ao investir em fundos de ações são o Imposto de Renda e o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). O imposto de Renda é cobrado sobre a rentabilidade do seu investimento. Já em relação ao IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), se trata de um dos tributos que só será cobrado caso você realize o seu resgate antes de ter completado 30 dias da sua aplicação. Caso o resgate seja feito 30 dias depois, você não paga nada em IOF.

Benchmark

Ao utilizar o benchmark para acompanhar o desempenho de determinados fundos de ações e compará-los, você terá maior clareza em relação a tal ação, podendo determinar objetivos e buscar alcançar uma rentabilidade maior que a de outra empresa.

Gestão ativa e passiva

Podemos distribuir os fundos de ações em dois grandes grupos, que são de “gestão ativa” e de “gestão passiva”. Em relação à gestão ativa, ela deseja alcançar os seus objetivos. Ou seja, quando se têm um benchmark e deseja superar o rendimento que ele obteve, o agente ativo faz de tudo para criar e traçar novas estratégias, correndo em busca do rendimento que deseja, a fim de superar a meta que deseja.

Já quando nos referimos a uma gestão passiva, estamos falando de um tipo de gestão que busca apenas replicar a performance de determinado benchmark. Ou seja, ele não tenta superar o benchmark, como é o caso da gestão ativa.

Tipos de fundos ações

Existem uma diversidade de fundos de ações pelos quais você poderá optar. A seguir, você terá a oportunidade de conhecê-los um pouco melhor. Confira atentamente os detalhes.

Fundos de dividendos

Esse é um dos tipos de fundos em que são feitas aplicações em empresas com histórico de dividendos, distribuindo parte dos lucros obtidos com os acionistas da empresa.

Small caps

O Small Caps se trata de um fundo onde deverão ser investidos, no mínimo, 85% do patrimônio em empresas que possuem uma baixa capitalização de mercado.

Fundos setoriais

Quando são aplicados em fundos de varejo, industriais, e etc., esses se tratam de fundos setoriais.

Investimento no exterior

Aplicações feitas em ações de empresas de outros países.

Fundos específicos

Que possuem estratégias de se realizar investimentos ou que possuem características específicas.

Fundos livres

Não concentra os seus investimentos em uma estratégia específica.

Vantagens e desvantagens

Ao optar por esse tipo de investimento, você estará optando por uma opção segura, que te oferece um profissional (que é o gestor) para estar do seu lado e ajudar você a conseguir o melhor rendimento possível, investindo em ações que ele conhece e sabe que pode lhe trazer lucros incríveis.

Uma desvantagem desse tipo de investimento é que você não poderá interferir em nada que está relacionado a escolha da empresa na qual serão compradas as ações, já que esta é a função do gestor.

Quando vale a pena investir em fundos de ações?

Antes de fazer esse tipo de investimento, é essencial que você veja se no momento as taxas de juros estão boas. Isso porque, essas taxas variam e com isso, em tempos onde as taxas estão bem mais altas, o seu rendimento acaba sendo muito baixo. Por isso, é necessário optar por investir quando as taxas estão baixas, para que você possa ter maiores lucros.

É melhor investir em fundos de ações ou comprar ações diretamente?

As duas são ótimas opções de investimentos. Por meio delas, você terá facilidade em render o seu dinheiro. Porém, em relação ao mais barato, com certeza optar pelo investimento feito diretamente em ações é a melhor opção, do que optar por investir através de fundos.

Em relação aos tributos, a melhor opção são os fundos de ações, pois são bem menos complicados. Além disso, quando se trata de investimento direto ou por fundos, o direito acaba sendo melhor já que o investidor toma suas próprias decisões, sem precisar de um gestor.

Como escolher e investir

Você deve analisar alguns pontos antes de escolher e investir; confira-os logo abaixo.

Risco

Você precisa antes de tudo analisar quais são os riscos dessa operação. É necessário estar confiante e determinado a apostar naquilo que realmente você acha que é o melhor para si.

Aplicação mínima

Analise qual é o valor mínimo pelo qual você poderá fazer a sua primeira aplicação.

Performance e rentabilidade

Analise também como é o histórico de tal investimento. Veja quais foram as rentabilidades que eles já puderam oferecer e acompanhar todo o desempenho das ações de determinada empresa.

Liquidez

É necessário que você saiba qual é o prazo definido para que você possa realizar o seu resgate.

Rating e avaliações

Também é importante que você busque por avaliações externas, pois elas poderão ajudar você a ter maior conhecimento sobre o investimento e tomar a decisão certa na hora de escolher a empresa na qual você vai investir.

O que você acha?

Fundos DI

Fundos DI: entenda como funcionam e se são a melhor opção para os seus objetivos financeiros

Financiamento Bradesco

Financiamento Bradesco: como funciona, simulação e vantagens